Segundo a assessoria do Congresso, o texto foi enviado na manhã desta terça ao Palácio do Planalto e agora aguardará a sanção do presidente Michel Temer. Sem a sanção presidencial, não será possível regularizar a confecção dos documentos.

Da última quinta-feira (13) até a manhã desta terça, o projeto passou pela burocracia interna do Congresso Nacional. A Secretaria de Expediente recebeu somente nesta segunda-feira (17) a versão revisada do texto, que não foi encaminhada no mesmo dia ao Planalto porque necessitava da assinatura de Eunício.

A expectativa é de que Temer sancione nos próximos dias o projeto de lei. Depois que a sanção for publicada no “Diário Oficial da União”, o Ministério do Planejamento terá de cumprir as etapas burocráticas exigidas até a liberação do dinheiro ao Ministério da Justiça e à Polícia Federal.

cfc contabilidade

A Polícia Federal ainda não estipula prazo para normalização da emissão de passaportes. O órgão aguarda a liberação oficial dos recursos para se posicionar.

Ao G1, a assessoria do Ministério do Planejamento informou que, assim que Temer sancionar o projeto, os recursos serão liberados quase que imediatamente ao Ministério da Justiça, pasta responsável por repassar a verba à Polícia Federal.

 
 

Fonte: G1

Categorias: Contabilidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *